Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PROMESSAS

O que eu posso lhe oferecer querida?
Se nada tenho pra dar que sou pobre,
Nada possuo além dessa minha vida,
Dessa vida o olhar e um sorriso nobre.

Riquezas, não possuo e nem importo,
Apenas tenho na vida alegrias simples;
De amor me alimento e me transporto,
Para o estágio esfuziante dos amantes.

E tu que me ofereces tantas fantasias,
Me prometendo um lindo mar de amor,
Promete-me colorir a vida em primazias,
Eu preciso, eu quero. Aceito com ardor.

Promete, ainda, seus lindos denguinhos;
Promete-me colorir a vida com paixão.
E eu vou cego à busca dos seus carinhos,
Em troca apenas posso dar-te o coração.

Digo sim, eu quero essa emoção sentir,
Trata esse coração sofrido com carinho,
Que também te dou amor sem tu pedir.
Ao dares por ti, já estarás em meu ninho.

Somente carinho e amor posso te dar.
Se for pouco para ti, não o é para mim,
Aquele que dá amor sabe o que é amar,
E meu amor é intenso. É sempre assim.
Lúcio Astrê
Enviado por Lúcio Astrê em 03/10/2007
Código do texto: T678205

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Astrê
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil, 60 anos
263 textos (10236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 14:17)
Lúcio Astrê