Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Romã

Não será sempre assim, meu bem
Mas tenho fé de que sempre será
Mesmo na incerteza se vou te encontrar
Quando eu partir, pois a sina é partir,
E resolver voltar para rever o mar
Rever os amigos que também partiram
Recair de encanto com o brilho do teu olhar
E se não for sempre assim, meu amor
Por que me deste então uma romã?
Antes fosse uma flor de maracujá
Que traduziria para a língua de Shakespeare
O sentimento que nunca pode acabar
Pois sei que sempre há de se transformar
Como tudo que morre e renasce noutro lugar
Então vi que não me deste apenas uma romã
Mas também a doce esperança
De um dia te reencontrar
Paulo Antonio Barreto Junior
Enviado por Paulo Antonio Barreto Junior em 03/10/2007
Código do texto: T678438
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Antonio Barreto Junior
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
417 textos (6205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 13:42)