Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAGRIMAS DO AMOR

LAGRIMAS DO AMOR

Na promessa
de não mais chorar,
fica no esquecimento
que lagrimas
não refrescam a dor
de um amor,
lagrimas fortalecem
o caminho da paz
mas não devolve
o passado.

lagrimas,
não tem cor e nem tempo,
lagrimas presas sufoca
a alma,
com a dor que deixa no peito
a marca de uma vida
que se perde em busca
de uma aventura.

Viver na promessa
que a vida não enxugara
as lagrimas da vida,
uma ilusão
para enganar o coração,
pois o amor se refresca
em lagrimas
deixando a dor perdido
na ilusão.

Lagrimas,
é a presença do amor,
e não a ausência do sofrimento,
elas convidam ao silencio
do recolhimento
para pensar na vida
que chora
as dores do lamento.

Lagrimas,
refrescam a ausência
do tempo que o amor
viveu como
uma majestade.

Na fronteira,
da dor, o amor
vive em uma lagrima
onde o espírito
se comunica com Deus,
hidrantando a alma
em lagrimas derramadas,
a procura de um ponto,
onde o amor pode ressuscitar
um sonho.



poeta da paz
Enviado por poeta da paz em 03/10/2007
Código do texto: T679439
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
poeta da paz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 61 anos
3694 textos (147915 leituras)
186 e-livros (26794 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 02:53)
poeta da paz