Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Foi quando a minha vida adormeceu
Pedia tanto pela morte
E me faltava, a sorte
Pois nada aconteceu
 
Foi naquele dia de tristeza
Que supliquei que me levasse
Mas, como se não bastasse
Tratou-me com frieza
 
Foi no entardecer que me encantei
Jazia a esperança e a solidão
Qual justa então?
A mágoa que chorei
 
Foi místico...Olhou, para mim
Trazia um leve pensamento
E sussurrou momento
Que a vida é mesmo assim
O Guardião
Enviado por O Guardião em 04/10/2007
Reeditado em 27/02/2009
Código do texto: T680081
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
364 textos (34555 leituras)
13 áudios (2412 audições)
2 e-livros (1991 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 18:27)
O Guardião