Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MEDO DA MULHER... ATÉ A LEVEZA DE AMAR.

vem-te oh! Desejo impuro, nestes misterios que alimentam a minha carne,
Esta mulher, fruto da beleza inconciente das minhas loucas vontades.

Tú configura centelha, e neste fogo incandeço o meu nocivo veneno,

A face da mulher até a leveza de amar estão na cor rubro violada com um beijo de batom.

Seduz-me! Linda feição,
sua alma estacionada sobre a minha vida desagua pura.

Nesta sensação de um mundo tao belo, as palafitas sustentaveis do medo reinam perante um
castelo errante de encontros e desencontros.

E nesta chave de mim encontra-se a sua mais doce leveza.  
Gueko
Enviado por Gueko em 05/10/2007
Reeditado em 05/10/2007
Código do texto: T681390

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gueko
São Mateus - Espírito Santo - Brasil, 51 anos
810 textos (33913 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 12:58)
Gueko