Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A PELE DO POEMA

Me devora nesse olhar
demorado, que brinca em meus
olhos,e me molha por dentro.
Me acalma com a tua alma
gigante,e me leva de vez,
no teu poema delirante.
Soletra o meu nome,
suavemente.Sussurra
a minha poesia delinquente,
esqueça que o mundo é
tão valente,somos apenas
carícias.Abusamos das nossas
delícias,e nos fartamos!
Somos tão cheios de sonhos,
Adocicados momentos de nós
dois...
Luciane Lopes
Enviado por Luciane Lopes em 05/10/2007
Código do texto: T682438

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciane Lopes
Mirassol - São Paulo - Brasil, 46 anos
1215 textos (60419 leituras)
47 áudios (3088 audições)
1 e-livros (120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 05:24)
Luciane Lopes