Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Penso da Ferida


Muitos prazeres já me deste
Muitas caricias em minha pele
Tantas lagrimas derramaste
Por dores da minha parte.

O teu amor foi o remédio
Cientificamente secreto
Que por mim foi descoberto
Para o bem da humanidade.

Sem amor tudo é deserto
Com você o mundo é destro,
Sem ti eu não carrego
O amor no coração.

A minha vida tava em ferida
Era um beco sem saída,
E uma luz reflectida
Atirou-me aos teus braços.

Hoje és parte da minha vida
Minha doutora, minha amiga,
Já não se atrevem as feridas
Enquanto fores minha querida.
Ulisses Maia
Enviado por Ulisses Maia em 06/10/2007
Reeditado em 06/10/2007
Código do texto: T683358

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Transferencia Bancaria para uma conta a indicar por mim.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ulisses Maia
Luanda - Luanda - Angola, 54 anos
903 textos (71433 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 21:20)
Ulisses Maia