Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Conselhos de pai

Nos meus sonhos vivi a venerar tua imagem
Como se fosse meu mundo maior, perdi-me
No labirinto da sorte, defendendo-te da morte
Na trincheira do amor, no caminhar indeciso,
Mas preciso de um adolescente a sonhar.

O tempo passou, a mocidade acabou,
Tua alegria com ela dilapidara-se
Em busca da felicidade, enfrentando
A realidade, colocando-te entre a mentira
E a verdade que o mundo inventou.

Agora que já não és criança nem adolescente
Trazes esse rosto cansado de quem muito
Tem lutado por uma vida decente
Vais caminhando contra o vento, remando
Contra a maré, na proa do pensamento
Sentado, limpando resquícios de areia dos pés.

Desanime não, a vida é tua, o amor
É nosso, na cidade, no campo e na roça
Enfrentes a realidade porque na verdade
Com o amor não há quem possa
Vencerás todas as barreiras entre mansões
E palhoças, com tua doce bondade.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 07/10/2007
Reeditado em 07/10/2007
Código do texto: T684143
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3172 textos (82392 leituras)
2 e-livros (437 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 22:57)
R J Cardoso

Site do Escritor