Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O BAILE

Inatingível como um cume.
Escalada impossível.
Cura de uma incurável praga
Corrói essa ansiedade.

Divagações valsando por
Um imaginário baile.
Passeio pelo salão escuro,
Procurando o amor.

Tenho a impressão de que
Tudo é verídico.
Não quero acordar
Para ter esse prazer comigo.

Inqueto-me nos lençóis.
Incessantemente desejo
Galgar o pico, subir se preciso for.

Varar mil e uma noites,
Para realizar o encontro
Desse amor irreal
No meu imaginário baile.
Gildete Vieira Sá
Enviado por Gildete Vieira Sá em 07/10/2007
Código do texto: T684229
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gildete Vieira Sá
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
1255 textos (28208 leituras)
1 e-livros (113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 17:02)
Gildete Vieira Sá