Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

sono induzido

pena que vejo você
ainda no sono induzido
depois de ter ingerido
algo que me fez fluir
no meio de um fá sustenido
que vinha por meio de cabos
que atrelaram a mim
ligando-me a tudo enfim
que não me desse desejo
mas que me mostrasse o que vejo
no lado esquerdo da cama
no lado em que você me ama
com um atrevimento sadio
no lado em que me sacio
sempre que perco o sono
tal como no abandono
em que me encontro agora
com minha língua de fora
roncando estridentemente
num quadro dantesco e ausente
do que quer que tenha beleza
mas que não lhe deu a certeza
de me achar menos feio
porque você foi e então veio...
nem que me fosse no sonho


Rio, 27/09/2007
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 07/10/2007
Código do texto: T684994

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6796 textos (147433 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 14:34)