Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trans

Ti amo ao infinito

Quando ti vejo
Meu bem percebo que:

Ti amo tanto
Que os extremos
Do meu pequeno coração
Arrebentou

Ti amo tanto
Que as frágeis barreiras
Da minha mente caio

Ti amo tanto
Que a frieza
Do meu estomago congelou

Ti amo tanto
Que começa do depois
Para o adiante

Ti amo tanto
Que inicia se do após
Para frente

Ti amo tanto
Que vai do extremo ao infinito







negro Rubro Valente
Enviado por negro Rubro Valente em 08/10/2007
Reeditado em 09/03/2008
Código do texto: T685327

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Professor Creves Brito da Cruz). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
negro Rubro Valente
Imperatriz - Maranhão - Brasil, 47 anos
46 textos (1599 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 23:31)
negro Rubro Valente