Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tribunal do amor

No tribunal fui julgado e incriminado
Perpétua por tentativa de furto
N’um disparate meu
Não defraudei seu amor

Na solitária de minha cela
Encho a mente de infortúnio
Emaranho outro plano sinistro

Estou foragido
Escapei das garras da prisão
Agora afronto o seu coração
Não tenho rastros
Não tenho nada

Joguei fora a minha vida
Andei pela estrada
Vagando como um cão
Tentando encontrar você
Minha inacabável desventura,
Minha delirante e soberba paixão.
Geovanny Lino Coutinho
Enviado por Geovanny Lino Coutinho em 08/10/2007
Código do texto: T685619
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Geovanny Lino Coutinho
Olinda - Pernambuco - Brasil, 27 anos
32 textos (919 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 02:06)
Geovanny Lino Coutinho