Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PINGOS D'OURO


Pingos d’ouro:


Numa bela manhã, uma certa pessoa conheci.
Foi me apresentada, pela nossa mãe natureza.
Era eu, e a praia deserta, uma viva alma, via.
De mãos dadas, caminhando com Deus, eu vi.

Que da água saia, aquela estranha personagem.
Seus cabelos amarelos, caídos sobre os ombros.
Ofuscar meus olhos, como pingos d’ouro a cair,
Gotas de água cobriam, aquela linda miragem.

Seu fino vestido deixava a vista seu lindo corpo.
Acabara de sair da água, veio parar a meu lado.
Olhando para o lado eu pensei, será de verdade.

Senti minha mão se contrair, era ela procurando.
Com leveza me atrair, em direção, de seu corpo.
Abracei-me a ele, então senti, que era realidade.

Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 08/11/2005
Código do texto: T68608
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147472 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:41)
Volnei Rijo Braga