Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Breve sonho...

Travo a noite em tuas mãos,
pelos vãos dos meus calores.
Tua boca em meus contornos,
tua voz no meu silêncio,
quando a fome na ausência,
se declara soberana,
como dona, como ama,
dos desejos que se escondem,
no arfar dos meus suspiros,
quase sempre repartidos,
qual metades da laranja...

Tanto amor com reticências,
colorindo a madrugada,
salpicando de estrelas,
quase um céu, na alvorada,
testemunha extasiado,
da mais pura despedida,
entre o sol e o luar...

Dois amantes infinitos,
no habitar da eternidade,
cujo amor jamais banido,
nunca permitiu tocar.
Dois amantes derradeiros,
na paixão que nunca vai.
Volta sempre sorrateira,
como sons na madrugada.
No delírio mais perfeito,
que permite o nascimento,
todo dia ao despertar...

Um amor que nos domina,
nos assume pelo tempo.
Nos decifra a partitura,
no cantar do passarinho.
Nos permite a vã loucura,
de amar no breve sonho...
Day Moraes
Enviado por Day Moraes em 08/11/2005
Código do texto: T68649
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Day Moraes
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil
137 textos (4782 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:09)
Day Moraes