Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENGODO D'AMOR

Fim de linha. Hora de acordar. Acabou!
E, disso tenho toda a certeza.
De tudo que eu sentia nada sobrou...
Acabou toda a dor, findou a tristeza.
Nada de ficar noite chorando, acordada.
Agora não sinto mais medo
Tua cicatriz aqui bem fechada
E, esse meu segredo...

Ontem, à tarde de novo, chorou.
Mas, eu continuei minha vida, nem liguei !
E, ela logo se calou,
Quando do mesmo jeito fiquei.
Extinguiu-se tudo em mim.
E, eu nem senti mais nada
Daquele viver triste assim
Do sonho de Amor conto de fada

Afastei-me de ti e, de toda a esperança
Que eu trazia, quando me cercavas.
E, tratando-me tal criança
Pensavas que me enganavas
Falando de sol, estrelas e lua...
Mas não, eu não fiquei brava.
Hoje, não sou mais tua!
O Amor morreu e, deixei de ser escrava.

Então sorri e, até cantei uma canção.
Mesmo que estivesse errada, outro engano,
Senti leve meu coração.
Mas, sabe? Tenho um sério problema
Pois eu não consigo concluir um poema
Sem dizer que te amo.
Tânia Regina Voigt
Enviado por Tânia Regina Voigt em 09/10/2007
Reeditado em 11/04/2009
Código do texto: T686541

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome da autora). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Regina Voigt
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
1026 textos (48063 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 16:59)
Tânia Regina Voigt