Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dor-de-amor

Deve ser tratada com paixão.
Não é resfriado,
Gripe ou DST,
Nem castigo que se fez merecer.
Independe da razão.

Costuma dar a impressão
De trevas profundas,
Onde a claridade não existe,
Onde a esperança findou
E a auto-estima tornou-se vagabunda.

Não, leve fé!
Como essa doença não provoca
Nenhum dano físico,
Pode ser compensada com um sorriso amigo,
Um abraço apertado,
Uma palavra de carinho,
Uma atenção para dizer o que se quer.

É importante que se acredite na reconciliação.
Muito pior do que sentir a dor do amor
É esconder coisa vinda do coração,
Fugir da temerariedade e da obrigação,
E ocultar-se atrás da trincheira da razão.

Quem neste momento por amor está a sofrer,
Só pelo fato de amar, já merece viver.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 09/10/2007
Reeditado em 09/10/2007
Código do texto: T686663
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3135 textos (81497 leituras)
2 e-livros (415 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 04:52)
R J Cardoso

Site do Escritor