Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR SUBMERSO!

Mistério!
Tento desvendar, mas não consigo.
Desanimar? Jamais!
Preciso desse encantamento que se forma no seu rosto, redundando seu inesquecível olhar.

Aflição!
Não posso me conter. É grande a inquietude quando me vejo preso, ainda que a liberdade seja tão somente desviar-me do seu olhar, mas não consigo.

O que fazer?
Não sei! Torno-me um lago reverso no olhar de Narciso. Reflete em mim, desnudada e sem vergonha, minha fugidia alma.

Encorajar-me e ir ao encontro desse amor?
A primeira vista assim ocorreu, não sendo por completo explicável. Somente restam fagulhas daquele que até hoje conseguiu entrar nas janelas de minha alma - meu olhar - seu olhar, enfim, nosso olhar, que de tão profundo, esqueceu-se de voltar do mar revolto que nos tornamos vítimas, submersos nesse revertido querer.

Que um dia possa aflorar em ondas tranquilas e navegáveis, o nosso sentir. O mais doloroso é que não consigo deixar de te amar!
Clovis RF
Enviado por Clovis RF em 09/10/2007
Código do texto: T687017
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Clovis RF
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
261 textos (324158 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 01:48)