Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PERDÃO!

Fui mau.
Filtrei a alegria,
despejei a raiva
onde não devia.

Falei
o que não podia
do que não sabia
e queimei
os meus navios.

Há condição de voltar
para o continente?
Estou ilhado
por ter me irado
tão inconsequentemente.

E se te feri
foi por não saber
que te ferir
é morrer
e eu morri,
merecidamente morri.

Perdoa minha falta de tato,
perdoa a minha surdez.
Sou cego e, sem palavras,
não encontro como
ressuscitar.

Fui mau.
E agora clamo
tua bondade maior.
Beto Carrasco
Enviado por Beto Carrasco em 09/10/2007
Código do texto: T687057
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Beto Carrasco
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 48 anos
128 textos (5784 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 09:43)
Beto Carrasco