Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOSSO SEGREDO



Surtava na madrugada escura.
Apartamento que ali repousava,
em espera da borboleta do casulo ao lado,
sobre proteção de sua cria.

 Rio de Janeiro com a ponta na Guajajaras.
Apareceu você bem acima do normal
sentada por cima.

Que delicia!
Delicia, bom.

Desconhecia nossas causas sem cálculos,
fatiarmos como lunáticos sem premonição de conseqüências.
E a noite descia, prazer, entra, encaixa, balança o coração.
Suor quente.

Nada foi posto á flagra e nem relatado antes,
é tanto de lembrar que achei melhor relatar
só para entendimento de nós dois.

Em silêncio, gritávamos por dentro e seguíamos minutos a fora;
sem erosão e de explosão totalmente calado,
caso medo, atrevimento de você que me excita.

Todos continuam embernando em pleno verão mineiro
e nós massacrando o chão de madeira, cravando unhas ainda curtas.
Conjunto preto colocou pra mim?
Veio e não saiu mais.
Não apenas uma e nem duas, foi aquela que ficou para sempre...
Além dos “tudo mais”.

Precisa voltar danada que quero.

O risco nos pressiona e ainda lembramos...

Volte, durma e sonhe, isso nos pertence.

Segredos de nós dois.
OSMAR ZIBA
Enviado por OSMAR ZIBA em 09/10/2007
Código do texto: T687089
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
OSMAR ZIBA
Goiânia - Goiás - Brasil
300 textos (12373 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 00:00)
OSMAR ZIBA