Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CELEBRAÇÃO e PRAZER

Eu afiava os dentes nos ossos dos dragões,
pintava o rosto com o sangue das bruxas,
durante os milênios do nosso amor
desejei no impossível o cotidiano das paixões sem fim

A morte nunca foi problema, mera escrava
dos nossos caprichos, vinha de joelhos
colher os suor dos nossos sexos,
único elixir que os guerreiros bebiam

Anjos (ah! os anjos! mistério e bulimia enfeitiçam
até o porvir dos futuros-impróprios,
aos doentes de espírito) Os efeitos de uma
semelhança pitoresca, não refletem nossas caretas

Mas retornando ao campo de batalha,
pisei com infindável gosto a tumba dos reis primitivos
e descrentes, porque nossa linguagem não é dos meros viventes, nossos sonhos concretos derrubam castelos,
lâminas de um desejo que os deuses marcaram
no fogo dos cometas, metálicos como o pedido
dos moribundos e das crianças anárquicas

Não é para menos, nossos cães venerados feiticeiros,
guardam nossos corpos para que apenas no banquete louco
da magia genética possamos desembainhar celebração e prazer,
eternos e famintos
Eriko y Alvym
Enviado por Eriko y Alvym em 10/10/2007
Reeditado em 24/10/2012
Código do texto: T688820
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (ERIKO ALVYM e www.erikoalvym.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eriko y Alvym
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1308 textos (32771 leituras)
8 áudios (1075 audições)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 18:59)
Eriko y Alvym