Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CENAS DE AMOR

Bela e sublime qual a vira um dia,
Eu encontrei-a ontem, no jardim,
Trazendo ao colo o filho, um querubim:
Seus lindos olhos tristes de Maria,

Dulces, pousaram, santos, sobre mim...
Ajoelhou-se-lhe aos pés minh´alma, pia...
Fiz-lhe, no olhar, sentir que em mim ardia
Ainda a chama de um amor sem fim...

Estremeceu... feliz! e, num sorriso,
Mandou-me o mensageiro da esperança
De se me abrir em breve um paraíso...

E ébria de amor, ardende de desejos,
Levou a boca aos lábios da criança...
E em pensamento devorou-me em beijos!...

NTT.
Bergamota
Enviado por Bergamota em 08/11/2005
Código do texto: T68935
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bergamota
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 121 anos
104 textos (3803 leituras)
4 e-livros (92 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:42)
Bergamota