Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOZES INFINITAS


Os homens seguem destinos,
Por vezes os chamam "caminhos",

Por vezes os chamam "estradas",

Mas,seguem,seguindo,sozinhos;


Cegueira que os levam profundos,

Cegueira que os trazem sedentos,

Seguros de si são os homens,

Que seguem os seus seguimentos;


Que ousam dizer serem sábios,

sapiens sapiens da sua ciência,

Anacrônicos de seus conceitos,

Meros homens sem onisciência;


Alguns chegam a dizer sobejos,

"Sou um deus ou o próprio senhor",

Mas se perdem em um relampejo,

Quando caem na estrada do amor;


 Ele sim, é maior do que os homens,

Ele sim, é uma estrada sem fim,

É ciência, ciúme, sincrético,

Ele sim, é maior que o confim;


E os homens perdidos e entregues,

Desarmadas suas almas benditas,

Não conseguem sequer descobrir,

O que faz esta voz... infinita.
Fernanda Valencise
Enviado por Fernanda Valencise em 12/10/2007
Código do texto: T691320

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernanda Valencise). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Valencise
Recife - Pernambuco - Brasil, 39 anos
100 textos (3030 leituras)
3 áudios (77 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 08:37)
Fernanda Valencise