Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESATINO

Autora: Regilene Rodrigues Neves

Sentimento insano
Que me abrasa o corpo
Desatina a alma
Deixa-me envolto
Em lânguido olhar...Sinto-te.
Passageiro eu sigo
O rastro do destino

Em teus caminhos perco-me
Envolvido entrego-me
O sentimento é tépido
O homem carente
A mulher ardente

A bebida caliente
Escorre entre taças abertas
Dois picos ascendentes
Em erupção de desejos
Sentidos se tocam
Em busca erótica
Fascinação de olhares
Vadios do amor
Vivem a boemia de um momento

Esvai-se a noite libertina
Rende-se fogoso o amante
A troca é voraz
Corpos se buscam em instinto abrasador
O calor abriga
O vicio alucina
A hora aproxima

Nada ficou no lugar
Gemidos e sussurros no ar
Mãos se entrelaçam
Corpos adentram-se em entrega
O momento é rebelde
Insensato
Mergulho no teu cálice

Sinto tua pele rubra
Quente
A brasa dos desejos é sorvida

Vem pra mim, seja eterna...

Em ventos vindo do leste
Solto o destino

Quero ser teu
Plácido e gentil
Seguir a trilha do teu corpo febril
Mergulhar em tuas vontades
Em rebojos de tempestades
Até sentir águas mansas
Do cansaço do teu corpo

Lá fora, badaladas acordam o dia...
O orvalho brota da manhã
O sol vem chegando em sua forma matinal
O vento balança a janela
A brisa entra sorrindo
A rosa estendida
Um sussurro ao longe
Vem acordar o amor!


 



regipoeta
Enviado por regipoeta em 09/11/2005
Código do texto: T69374

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
regipoeta
Goiânia - Goiás - Brasil, 54 anos
1312 textos (134363 leituras)
22 e-livros (7176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:39)
regipoeta