Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu amor afunda

Essa solidão amarga que me afunda,
A um poço vasto de desilusões,
Será mesmo seu amor que me trouxe aqui,
Ou o desespero por ser amado?

Meu orgulho caminha nas mais diversas almas,
Deve fazer bem aos corpos que emergem,
Mas a mim só fere, não mereço meu valor?
Só deve ele remeter-se a almas providas de orgulho?

Será o amor uma dor sem sentido?
A vontade de morrer que surge aos poucos?
A casa que guarda todos os loucos?

Tarde para deduções, já me afoguei no poço,
Todas as desilusões que me tiraram o ar,
São meus destroços que deixei de amar.
Breno Madi
Enviado por Breno Madi em 15/10/2007
Reeditado em 12/05/2014
Código do texto: T694971
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Breno Madi
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 27 anos
48 textos (1831 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 13:42)
Breno Madi