Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU REFÚGIO

MEU REFÚGIO

Porque sempre me curvo aos desejos
Submissa e tu fazeis comigo o que queres
Cubro-te de carinhos e fartos beijos
Teu corpo quente, refúgio dos deleites

Assim seguem nossos dias
Entre nós não há mesmice, fora rotina!
Toda madrugada é euforia, é folia
Amantes insaciáveis, fúria desmedida

Rasga-se a seda fina,
A cortina de orvalho, madrugada fria
Não termina quando o suor faz-nos vencidos

Sem conseguirmos nos conter,
Somos ânsia, atração, o entorpecer
Corpos em fusão, crisol, dias seguidos!

Tânia Mara Camargo
Enviado por Tânia Mara Camargo em 15/10/2007
Código do texto: T695186
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Mara Camargo
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 60 anos
508 textos (17575 leituras)
7 áudios (417 audições)
1 e-livros (32 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 15:49)
Tânia Mara Camargo