Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor de A a Z

Adeus minha sombra, meu dia.
Bastava de ti a inocência inútil.
Custou dizer-te, mas foi como magia.
Deveras, esquecer-te vai ser o mais difícil.

És a essencia de uma Flor,
Foste a princesa e o anjo que nunca tive.
Guiastes-me secretamente ao amor.
Habitaste meu corpo sofredor.
Inventaste o paraíso, onde nunca estive.

Juro que és única e difícil de esquecer.
Karma, carácter, tinha quase tudo.
Lágrimas tuas, com que me fazias sofrer,
Mas sorridente, e no silencio ficava mudo.
….
Nasceste para amar a perfeição,
Ofereceste carinho sem me conhecer.
Poupaste o sofrimento da minha solidão.
Quiseste comigo sem piedade, crescer.

Removi estrelas sem nenhum medo..,
Suspeitei das nuvens e questionei-me.
Tu ,apenas tu, eras o meu segredo.
Unistes a distancia e assim encontrei-me.

Viste o que nunca vi em mim,
xaile de carinho sem fim.
Zelaste sempre pelo meu único jardim!
..
Poeta Perdido

 

 
Poeta Perdido
Enviado por Poeta Perdido em 16/10/2007
Reeditado em 27/03/2008
Código do texto: T697275

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Perdido
Portugal, 37 anos
27 textos (1017 leituras)
1 e-livros (29 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 05:31)
Poeta Perdido