Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 

Jardim de memórias 

 

recolho a rosa caída na lembrança

refaço suas pétalas

sem nenhuma magoa ou repudio

 

as imagens,

de um jardim distante

vão surgindo

 

há beleza e mistério

de sonhos esquecidos

 

há promessas e alianças

de jovens adormecidos

 

e um céu desempedrado

precede os dias...

 

e uma luz violeta

ensina o caminho...

 

 

e o que se vê ali,

declina sobre o céu de agora

como a imagem arrancada da memória

e lançada contra o vidro do espelho

colocado no coração de fora...

 


mas não há dor,

nem há desespero,

 

porque meus olhos avançam

por conta própria

sobre esse jardim de memórias

sem a necessidade de apagamento

sem a leviandade do encobrimento...

 

 

ULISSES de ABREU
Enviado por ULISSES de ABREU em 17/10/2007
Reeditado em 17/10/2007
Código do texto: T698675

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite nome do autor e endereço para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ULISSES de ABREU
Viçosa - Minas Gerais - Brasil
608 textos (207602 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 19:12)
ULISSES de ABREU