Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHO DE CARNAVAL



Extasias-me com a tua impoluta beleza,
Cobres-me de afeto e mostro-te o umbral,
Dos meus encrontos com esta vil tristeza,
Fazes do amor tua fantasia de carnaval.

Sou teu arlequim neste teatro da vida,
E tu, a colombina que me conquistaste,
Talvez pierrô, por sentir tanta partida,
E um olhar tão triste que nunca notaste.

Sou canto merencório que te causas prazer,
De pelos cordões e blocos sempre a cantar,
Ironia oportuna em trazeres-me o sofrer,
Nos salões da vida ao miserável zombar.

Confetes, serpentinas, auge da tua glória!
Os poemas de Orfeu quiseste desdenhar,
No teu canto momesco clamava a vitória,
Para quarta-feira de cinzas, tudo acabar!

Riva. 024
Rivadávia Leite
Enviado por Rivadávia Leite em 11/11/2005
Código do texto: T69928
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rivadávia Leite
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil
222 textos (4405 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:36)
Rivadávia Leite