Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Era Pra Ser um Poema

Era pra ser um poema
Mas ficou num acidental troca de olhares
Era pra ter várias estrofes bem metrificadas
Mas ficou no improviso como se fosse um beijo roubado.

Era pra ser um poema
Mas ficou num impasse de quem iria ceder
A própria vontade de deixar o que havia planejado
Para se aventurar numa vida só de paixões.

Era pra ser um poema
Era pra ser digno de uma crítica literária construtiva
Mas o papel ficou em branco
E a cama repleta de prazeres.

Era pra ser
E acabou sendo o imprevisto
Era pra ser como planejamos
E no fim deu que nos amamos
Mais e mais do que uma poesia pode contar.

Era pra ser algo que lembrasse Camões, Quintana, Vinícius
Mas no fim me fez lembrar seus olhos, cabelos, encantos,
Sorrisos, trejeitos, sussurros, gemidos e até seus prantos.

Até pensei num soneto
Mas ainda assim não me daria por satisfeito
Enfim não era pra ser mesmo um poema
Mas sim a celebração da perfeita união.

19/10/07
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 19/10/2007
Código do texto: T700433
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 34 anos
1491 textos (44109 leituras)
6 e-livros (1682 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 05:56)
Miguel Rodrigues