Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Pai, diga pra mãe.



Peguei meu bruto
E disse a meus pais
Vou cair na estrada
Quando volto, não sei.
Vou subir a serra
Em direção ao Paraná
Em busca de alguém
Que por lá deixei.

O que eu não quero
E ser um solitário a mais
Pelas estradas da vida
Sem ninguém pra amar
Meu querido pai
Eu acabei de chegar
Minha prenda encontrei.
Agora posso voltar.

Meu pai eu queria
Te fazer um pedido.
Arrume a casa da praia
Lá eu quero morar
Pai, diga pra mãe...
Que, seu filho está voltando.
E, minha prenda vai comigo.
Meu herdeiro vai chegar!


Balneário dos Prazeres: 19 / 10 / 2007








Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 19/10/2007
Código do texto: T701533
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2316 textos (148725 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 02:43)
Volnei Rijo Braga