Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAPEL EM BRANCO

PAPEL EM BRANCO
Nada ainda foi escrito,
papel em branco
chamando palavras aos gritos.
Sensibilizadas elas atendem
porém não se vendem,
Precisam ser conquistadas.
Um sentido novo precisa
ser inventado, aquele jeito
antigo, ultrapassado, perdeu a graça.
Parece que tudo já foi dito antes.
Preciso criar novas expectativas,
mais modernas, mais elegantes,
mais fraternas, mais cheias de vida.
Procuro os meus cadernos
e lá encontro tudo novo, querendo
de novo ser escrito, ai eu entendo
que sou eu que preciso me
reencontrar comigo mesmo.
Achar um novo sentido pra viver,
bem mais interessante, porque
meus livros ainda me esperam,
eles são fiéis e sinceros.
Eu é que mudo a cada instante . . .

Homenino Poeta
homenino poeta
Enviado por homenino poeta em 20/10/2007
Código do texto: T702343

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (homenino poeta http://www.homeninopoeta.prosaeverso.net/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
homenino poeta
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
2153 textos (102558 leituras)
69 áudios (15242 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 09:24)
homenino poeta