Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
HOJE

Hoje, eu não saio de casa;
hoje, eu não falo de amor;
hoje, o amor não me abrasa;
hoje, ele é doce torpor.

Assim, que me tragam flores
ou venham me paquerar...
Eu espero entre os vapores,
do ofurô à beira-mar.

Minha parte feminina,
aquela que é bem passiva,
é a que hoje predomina,
é a que hoje está mais viva.

Como nos tempos antigos,
as pestanas abaixadas,
quero só versos amigos
e palavras delicadas.

Hoje, estou muito dengosa,
hoje,estou muito feliz!
Hoje, sou botão de rosa,
mas não revelo o matiz...

Nilza Azzi
Enviado por Nilza Azzi em 20/10/2007
Reeditado em 29/10/2007
Código do texto: T702958

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor Nilza Azzi ). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nilza Azzi
Campinas - São Paulo - Brasil
2225 textos (383073 leituras)
27 áudios (1214 audições)
4 e-livros (385 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 14:43)
Nilza Azzi