Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BANHO ASSANHADO

Ah, vem cá meu desvario sorrateiro...
Quero-te agora, leve, doce e assanhado.
Aqui comigo, embaixo desse chuveiro...
Juntinho de mim, no meu corpo colado.

Que delícia, quando tocas meu rosto!
E deslizas devagarinho... Molhando...
Chega a meus lábios e sinto teu gosto.
Continua meu corpo, assim escalando...

Aai, tu não sabes que frenesi, que colosso!
Quando me deixas com minha visão turva,
se mais aloucado, beijas meu pescoço
e segues desbravando em mim cada curva!

Cantante e alegre tu danças em meus braços.
Teu carinho é tudo de bom, é macio...
Mais e mais ocupas todos meus espaços.
Coisa mais deliciosa nem se viu!

Meu amor, não tem mais o que me desconcentre
e deixe maluca, que essa nossa briga,
quando com carinho, tu alcanças meu ventre.
Ouço então, linda sinfonia em cantiga...

Ainda não satisfeito, queres mais.
Agora, tocas de leve, em minhas pernas...
Eu queria parar, mas dizes: _ Jamais!
Tuas carícias em mi’as trilhas são ternas...

Alcançando bem devagar os meus pés,
muito acariciando cada dedinho...
E descartando também, qualquer revés,
eu muito te agradeço e atiro um beijinho.

E largo-te ao lado, após dar-te um lembrete:
Se quiseres, mais tarde, vem que te assanho.
Quando eu for tomar o meu próximo banho...
Está certo, meu adorado sabonete?...


Olha crianças...  O que vocês pensavam?!
Tânia Regina Voigt
Enviado por Tânia Regina Voigt em 21/10/2007
Reeditado em 03/04/2009
Código do texto: T703035

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Tânia Regina Voigt). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Regina Voigt
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
1026 textos (48062 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 21:26)
Tânia Regina Voigt