Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por quê?

Por quê?

Sofro tanto em busca da felicidade
Que me parece tão distante
Chegando a desconfiar da verdade
Dos que se dizem amantes

Impossível não se comparar
Ainda que possa parecer despeito
Para poucos tão simples, quase perfeito
Outros, no entanto, nem mesmo o luar

Sim, dos amantes ao menos o luar
Que invade-nos e revela a essência
Expõe sentimentos, quanta carência
Em alguém que só pensa em amar

Amigos, sempre muito carinho
Filhos, preenchem um grande vazio
De um lado do coração, sombrio
Depois de tantas noites sozinho

Sinto-me fraco, quase sem esperança
Tenho medo de tornar-me insensível
Ao amor, outrora sempre tão possível
Hoje vaga penumbra na lembrança

Preciso sobreviver, não quero morrer
Sem tê-lo vivido em sua plenitude
Tornar tudo secundário ante a magnitude
De um sentimento que só faz crescer

Não quero apenas a luz do luar
Nem tampouco ser mero coadjuvante
De lindas histórias de amantes
Que de lágrimas lavaram-me o olhar

Sei que ainda serei protagonista
Não sei exatamente com quem dividirei o ato
A trama, mil e uma facetas do amor, é fato
De uma realidade que ainda há de ser vivida

E me fará entender o porquê
De ter buscado tanto...
André Luiz Ribeiro
Enviado por André Luiz Ribeiro em 21/10/2007
Código do texto: T703112

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
André Luiz Ribeiro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 50 anos
59 textos (4451 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 08:48)
André Luiz Ribeiro