Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

clarão escondido

um clarão escondido
nuvens escuras se abrindo
a coloração enegrecida
parecia fugindo
a madrugada  se ia
como você foi embora
  restou a aurora
restei-me na praia
sozinho e a espuma
não vinha aos meus pés
e eu ao invés
de me distrarir
ou de me importar
estava, sei lá,
pensando em você
só pra variar
ou por não haver
mais nada a fazer
a não ser contemplar
o início de um dia
sem a sua presença
clarão escondido
um minuto depois
ele veio de vez

Rio, 19/10/2007
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 22/10/2007
Código do texto: T704304

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6796 textos (147452 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 14:40)