Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

imagem de Victor Melo, "ouro", www.thousandimages.com )

LÍQUIDA E INCERTA

Nada pode me deter,

Nada pode me conter.

Sou um mapa líquido

De rios, lagoas, nascentes.

Sem que ninguém perceba

Sou água por todos os lados,

Sou garoa, chuva, enchentes.

Não tenho limites,

Deságuo-me inteira.

Não tenho como parar.

Mapa feito de líquido.

Falta você e seus montes,

Planícies e vales.

Falta você, fronteira.

 

www.deboradenadai.prosaeverso.net

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 22/10/2007
Reeditado em 01/09/2009
Código do texto: T704656

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (157148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 01:54)
Débora Denadai

Site do Escritor