Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sinais



Teus sinais (comunicação)
Falar de amor


Teus sinais trago-os comigo,
deles nunca me libertei.
Me ensinaram o que sei ,
e me indicam os caminhos.
E por ali sempre sigo.
Teus sinais são meu abrigo,
onde sempre me aninho,
respondem a meus anseios.
São teus abraços teus beijos,
teus desejos afeição.
Adivinham meus segredos,
e são minha memoração.
A vitória festejada,
os meus sinais de alerta.
São pontes atravessadas
sobre vis despenhadeiros.
Abrem-se portas cerradas,
para ingressar a alegria.
Trancada a solidão,
sinais teus são meu destino.
Buscam em mim os sentidos,
que me resguardam de abismos.
Teus sinais são diáfanos cânticos,
músicas de menestréis.
a terra a florir,
silêncios de catedrais.
Sem teus sinais, eu não vivo,
são meu rumo, meu aprumo
Quero sempre estar contigo.
Teus sinais são o meu norte.
De t,ta

23-10-2007
10;08
Tetita
Enviado por Tetita em 23/10/2007
Código do texto: T705942

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tetita
Setúbal - Setúbal - Portugal
1397 textos (80789 leituras)
65 e-livros (5632 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 04:51)
Tetita