Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto manso



Soneto manso
===========ErdoBastos



Pelos caminhos de minh’alma adentro
procurando os versos que darei a ti...
Sim, a ti, que és de meu peito o centro,
onde a poesia sequer cabe em si.

E transborda, pro lado de fora,
esvai-se em versos de pura paixão
que voam alto alcançando o coração.
Versos como estes que te mostro agora.

A poesia, que do meu peito aflora
serve de consolo e a vida melhora
pois traz nos versos tua mansidão.

E a saudade, ela manda embora,
junto com a lágrima que meu olho chora,
deixando que escorram do meu rosto ao chão...



ErdoBastos
Enviado por ErdoBastos em 23/10/2007
Código do texto: T707162

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ErdoBastos
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
789 textos (37741 leituras)
2 áudios (124 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 09:43)
ErdoBastos