Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pronomes indefinidos

Se eu fizesse com que o mundo tivesse mil ouvidos à minha voz,
Eu não diria tudo, mas muito mais do que tudo,
Um tudo que comportasse um conjunto de “tudos”;
E esse tudo (temo) ainda não seria tudo que eu pudesse dizer
Sobre o todo que meu coração sente,
Pois meu coração não é tudo,
Mas um pouco do todo onde tudo que sinto transborda,
Como se tudo fosse o mar dentro de um copo,
Guardado aqui dentro deste meu labirinto.

Mas eu que havia pensado em tudo,
No todo de todas as palavras,
Fiquei me sentindo, quando muito, um nada,
Perto de tudo que o todo de ti representa.

E, neste momento, do nada passei a ter o medo todo,
Pois sem o todo que és tu mais do que tudo,
Não serei mais do que nada,
Talvez nem mesmo uma parte de tudo
Que sonhei.

Tom Lazarus
Enviado por Tom Lazarus em 24/10/2007
Reeditado em 01/07/2009
Código do texto: T708012

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tom Lazarus
Gravataí - Rio Grande do Sul - Brasil, 38 anos
53 textos (4991 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 22:23)
Tom Lazarus