Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CASULO E A BORBOLETA ...


 

 
" Para onde quer que vás, leva o teu coração"
                                               ( Confúcio )
 
 

O CASULO E A BORBOLETA.

Nidia Vargas Potsch

 
Atada a este casulo escuro, me encontro.

Ele sou eu, eu sou ele ...

Presa, refém deste enorme peso

Que em minhas costas carrego inteiramente só.

Ah! Borboleta, sem alento!

Solidária aos encantos teus, permaneci ...

E na profundidade do teu olhar cativante,

Que me envolve carinhosamente,

Com o brilho do amor, me perdi, deixei-me ficar.

Amalgamada numa eterna sina

Me tens em teia romãntica.

Fechei-me hermeticamente pra Vida,

Esperando a hora de um chamado teu,

Que não chegou em tempo hábil ...

Como queria abraçar-te e dizer-te

O quanto te amo verdadeiramente,

Mas impedida de gritar, ao mundo, estou ...

Livra-me deste sufoco, só tu podes fazê-lo.

Deste grito preso na garganta,

Que me estrangula as entranhas.

Liberte minhas asas, emoções comprimidas,

Sentimentos, há tanto tempo sufocados de angústia e dor,

Permitindo que te diga alto e bom som:

Eu te Amo! Te Amo Demais!

A fragilidade humana é uma questão

Verdadeiramente pueril e delicada.

E no outono da Vida, ela se encontra sensibilizada,

Bem mais acentuada  ...

A borboleta, que existe em mim,

Já passou do tempo de alçar lindos vôos.

Mas precisa sair da clausura em que está,

Arrebentar as amarras de seu casulo

Para viver, amar e ser amada

Como outro ser humano qualquer,

Como qualquer um dos mortais ...

Ela deseja, tão somente, sair do limbo onde se encontra,

Construir seu ninho onde haja muito amor e total paz.

Não a deixes escapar mais uma vez!

E se a compreendes e a desejas,

Como penso que a queres,

Como tudo leva a crer,

Tua borboleta, exaurida,

Não a deixes nunca mais! Nunca mais!

E que o Mundo Inteiro saiba aplaudir de pé

Este magnífico amor que se perpetua

Nascido a partir de uma bela flor cor-de-rosa ...

 
Nidia Vargas Potsch

@Mensageir@

Rio, 24/10/2007

 COM CARINHO, Nídia. FELIZ QUARTA-FEIRA!

Nídia Vargas Potsch
Enviado por Nídia Vargas Potsch em 24/10/2007
Código do texto: T708149
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nídia Vargas Potsch
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
293 textos (32266 leituras)
3 e-livros (45 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 02:52)
Nídia Vargas Potsch