Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NA ESCURIDÃO DO TEMPO

Teus poemas dormem numa gaveta de meu armário.
Dormem qüietamente.
São gotas de luzes na escuridão do tempo.
Quando meu ser diz à vida que está triste as gotas resplandecem e vazam pelas frestas da gaveta.
As palavras fortes ali escritas são respostas pra todos os meus porquês.
A ansiedade que eu sentia antes destas letras tomarem forma me deixaram para todo o sempre.
És do eterno, amado meu.
És o que nunca pereceu.
Não existe escuridão quando guardamos luz.
E guardo como uma preciosidade.
Pra carregar por toda a eternidade.

SONIA DELSIN
Enviado por SONIA DELSIN em 25/10/2007
Reeditado em 11/04/2011
Código do texto: T709191

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SONIA DELSIN
São Carlos - São Paulo - Brasil
4693 textos (80909 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 08:17)
SONIA DELSIN