Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
MARÉS

A Lua rege o movimento das marés,
Bem como, da seiva dentro das plantas.
Influência, também, o teu movimento,
É pelo calendário que sei como andas.
Mulher das marés com a cabeça na Lua.
Se ela é minguante, tristeza e carência,
Me procuras para tirar-te da solidão.
Se crescente, euforia e independência,
Tenho que marcar hora em tua agenda.
Carinhosa e sexual, como estás na Lua Cheia,
É quando me fazes feliz e penso que te amo.
Na Lua Nova, esta covarde, estás reflexiva e reticente,
Me sinto perdido e sou por ti esnobado e excluído.
Quem pode enfrentar e vencer o poder dos astros?
Como navegar nas inconstâncias constante de teu oceano?
Não há resposta pronta, mapa maritímico ou astral.
Barco sem bússola, nuvens apagando as estrelas.
Não parecia haver solução para o iminente naufrago,
abandonado à deriva em meio a tua tempestade.
Vento que sopra do sul sem levar-me ao norte,
Fez-me aportar em uma ilha deserta e distante.
Senhor da nova terra, torno-me rei e decreto:
Divida-se o mundo, cada qual em sua parte.
Cada um com sua lida, sua busca e sua arte.
Não sou peixe miúdo, nem vou ser fisgado de morte.

Desespero, angustia, ...não!... Apenas sorte!


                                                                                                   setembro 2007

Elisab Ziul
Enviado por Elisab Ziul em 25/10/2007
Reeditado em 18/12/2008
Código do texto: T709749

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Elisab Ziul e o site http://recantodasletras.uol.com.br/autores/elisabziul). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Elisab Ziul
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 58 anos
79 textos (7608 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 10:13)
Elisab Ziul