Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pássaro ferido



Poetisa, a tua dor julgas sem igual,
Choras amargamente lágrima cristalina.
Por que te fizestes tão crente? Pobre menina!
Agora vaga como um espectro demente.

Fostes criança brincando com o destino,
Tua alma dolorida te faz parecer um pássaro ferido.
Destes dos teus lábios rosados a promessa de ardor,
Teus braços prometiam afagos ternos com amor.

Construístes um castelo de sonho para teu amado.
Onde os astros e espíritos de paz iluminariam teu enlace
E toda alegria do mundo estaria estampada na tua face.

Mas o mundo não é assim, nele se deve aprender e crescer.
“Ou pelo amor ou pela dor”, a escola da vida ensina a humanidade.
Aqui se dilacera o peito, julga e despreza sem piedade.
Mel L Frankust
Enviado por Mel L Frankust em 25/10/2007
Código do texto: T709864

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mel L Frankust
Goiânia - Goiás - Brasil
749 textos (34687 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 12:27)
Mel L Frankust