Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem Título

as contas do meu colar se rebelaram contra minha inocência
se tornaram o grande veículo da minha pobreza
da minha falha em ser a outra pessoa que sou quando corto meus pulsos

       sinto cócegas nos olhos quando vejo
aquilo que é o real
               verdadeiro e inútl
massa existencial e profana das carnes
que preenchem minhas metáforas
 um resumo dos meus dias de guerra centrada no meu umbigo

sinto prazer em viver da forma que não posso viver
"houve em mim grandes transformações
grandes batalhas
vasto Waterloo
vasto eu sobre uma grama que se resolve com os coágulos de sangue que grudam no meu nariz
grande palhaço
grande desespero sob uma pele fria e grossa
subjugada pela verdade que não sai do meu encalço...
Houve em mim grandes batalhas..."

...Buñuel não apareceu hoje
não houve o extermínio que me disseram que haveria
Houve o carnaval
houve a piano
a música
bailarina
amor
cor...
paredes sem reboco
meu peito sem pintura

Mais uma carta corta meu plexo
meu sexo
e a vertigem cocainômana se abre em luar
...
Que bom é  estar morto pro espelho

Meu colar se desfez.


Valdson Tolentino Filho
Enviado por Valdson Tolentino Filho em 13/11/2005
Código do texto: T71042
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Valdson Tolentino Filho
Cristalina - Goiás - Brasil, 35 anos
89 textos (3930 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:29)
Valdson Tolentino Filho