Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VAGUEANDO

Anoite que passou,
em função de uma companheira
chamada insônia, acabei
por um impulso repentino,
jogando o meu cansaço e o sono,
para o alto.

E, assim, por não conseguir
conciliar o repouso,
ganhei o infinito,
acomodado em meus devaneios.

Voei por nuvens de estrelas,
como se estivesse a procura de
algo definido, algo considerado como
verdadeiro bem e,
somente meu.

Nesse vaguear,
foragido da realidade,
flutuei nas asas do irreal, quem
sabe até, na esperança de encontrar
alguém.

Mantinha-se vivo em meu
interior,
o desejo ardente de realizar-me
na felicidade, e,
sentir cicatrizar as chagas que
a vida me fez.

Nada encontrei,
somente presenciei nebulosas
difusas,
e, assim, voltei a realidade da
vida,como antes debatendo-me na
cama
sem ter ninguem...
Wil
Enviado por Wil em 13/11/2005
Código do texto: T71101
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2623 textos (84607 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:42)
Wil