Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




 

Descobertas


Descobri que posso
Ser amada, desejada
Não importando a cor que tenho
Nem o manequim que uso!

Descobri que posso ser amada
Gostando de jazz ou sertanejo
Sendo brega ou clássica
Tomando vinho ou cachaça!

Descobri que posso ser amada
Mesmo não tendo nada
Morando na praia ou na praça
Sendo bela ou sem graça!

Descobri que posso ser amada
Sem fazer gênero ou tipo
Boazinha ou malcriada
Para agradar alguém

Descobri que posso ser amada
E que posso amar alguém
Porque assim como livro
Ninguem ama pela capa!




Mazé Carvalho
Enviado por Mazé Carvalho em 26/10/2007
Reeditado em 12/07/2009
Código do texto: T711022

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mazé Carvalho
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
294 textos (57807 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 18:29)
Mazé Carvalho