Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ADEUS

Estou de partida,
passei por aqui pela
última vez pra dizer adeus,
já que entre nós o que
houve
nada foi por amor.

Um adeus que traduz
desgostos,
por não ter o sentimento
que sempre sonhei.

Nada tenho a restituir,
o que devolver se
de ti nada conquistei?

Mas, se quiser as
reminiscências do tempo
ditoso,
e dos momentos de namoro,
dos risos francos ainda
refletidos nas madrugadas,
peça, que deixarei contigo
minhas lembranças.

Se quiser também meus
gritos pungentes,
nas noites em total
embriaguez
por sofrer,
as frustrações vividas,
peça,deixarei contigo
minhas lembranças.

Se quiser as vigílias sem
fim,
a angústia de procurar você
e não encontrar,
peça, deixarei contigo
minhas lembranças.

Se quiser meus tormentos,
as carências e lágrimas
quando vividas
em suplício,
peça, deixarei contigo
minhas lembranças.

Por fim, se quiser saber
o motivo de minha partida,
saiba que foi por não me
querer,
sua distância de minha
forma de ser,
do fel que um dia me
ensinou a beber.
Assim, se nada quiser pedir,
tome, dou-te de graça o meu adeus...
Wil
Enviado por Wil em 13/11/2005
Código do texto: T71126
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2623 textos (84625 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 19:05)
Wil