Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esperança


Tu parecias tão sólida!
Nunca temí destruí-la.
Também não percebia,
Quão frígido era o ambiente
Que te conservava coesa.

Não percebia que era formada
Em lágrimas. Acumuladas do passado.
Ao voltar a Bahia, te trouxe junto
Aos objetos pessoais.
Assim mesmo te conservava
Guardada num Frizzer qualquer.

Senti a tua necessidade
Quando a solidão chegou,
E tomou todos os espaços
Sem me deixar escapar.

Achei-a perdida num canto
Revolta de névoa e gelo,
Coloquei-a junto ao peito,
Num desespero,
Que aumentava cada vez mais

Percebi que o calor residual
De minhas vísceras, te derreteu
Fazendo-me te perder.



Regina Michelon
Enviado por Regina Michelon em 14/11/2005
Código do texto: T71388
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Regina Michelon
Simões Filho - Bahia - Brasil, 57 anos
259 textos (20504 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:15)
Regina Michelon