Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cena de cinema

As rosas transcendem
no vento

na brisa
fazem serenata

escondem as claves
do desejo.

E no ensejo
do tear noturno
e visceral
(como o nosso amor)

as rosas suspiram
em notas de sol menor
a sol maior

- exalam o perfume
de peles líquidas -

Um anjo sem asas
se aproxima
e nos sonhos esgrime
a nossa lira teatral.

Ouve os nossos suplícios
gozos sem fim.

Desde o início
nos espia
dançando na chuva

no entreato decifra

dentro do arco-íris
o pote de ouro
- limiar para o paraíso -

e sorrateiro
colhe as últimas estrelas
rega as rosáceas

e em silêncio
desvanece

quando o sol aponta
atrás das cortinas
no desvelar-se da aurora.

Verônica Partinski
Enviado por Verônica Partinski em 29/10/2007
Reeditado em 31/10/2007
Código do texto: T714374

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verônica Partinski
São Paulo - São Paulo - Brasil
361 textos (12826 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 07:21)
Verônica Partinski