Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Marcas

O amor deixa marcas,
que nem mesmo o tempo,
pode apagar.
Atenua,
mas, quando de verdade,
jamais apaga.

O amor é como tatuagem,
marcada profundamente no peito.
Pode-se dele tentar fugir,
mas, inevitavelmente ele estará lá.
Mais ou cedo ou mais tarde,
quando a veste cair,
as marcas aparecem.

Às vezes adormecido,
tal e qual vulcão inativo,
á espera da fagulha a acender a erupção.
E nada pode contê-lo,
assim como a lava do vulcão que desce montanha abaixo.
Só nos resta assisti-lo,
render-se a ele.

Quantos passam pela vida,
sem experimentar um amor de verdade?
Amar de verdade,
é mais que uma concessão,
é um privilégio,
poucos são os escolhidos.
Isto mesmo, os escolhidos,
pois, para amar de verdade,
não te cabe escolher,
mas sim, por ele ser escolhido.

Fomos escolhidos,
adormecemos,
nos perdemos.
Te perdi.
Pra de novo,
nos achar.
Te achar.

És a marca mais profunda de meu ser.
Marlon Oliveira
Enviado por Marlon Oliveira em 29/10/2007
Código do texto: T714591

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marlon Oliveira
Imperatriz - Maranhão - Brasil, 44 anos
23 textos (1256 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 21:16)
Marlon Oliveira